4 suplementos básicos para o inverno

Nutrição 18 ago. 2021 01:08 Guilherme

Nós nos adaptamos no ciclismo em função da época. A variação sazonal nos leva a mudar muitos aspectos, mas também modificamos nossa dieta e nossos suplementos?

suplementos-ciclismo-invierno/

Por que fazer mudanças sazonais no ciclismo

De bermudas curtas a calças; camisa curta e clara a camisa comprida e escura; capacete ventilado a fechado ou com bandana ou boné; de uma caramanhola isolante para manter a água fria, a uma garrafa térmica quente ou café fervendo de manhã; de óculos escuros a claros (se você ainda não tiver óculos fotocromáticos). São muitas das mudanças que os ciclistas realizam na mudança das estações, principalmente após os solstícios, porque o verão e o inverno costumam ser dois polos distantes.

suplementos-ciclismo-invierno/

Mas quando se trata de suplementos alimentares e energéticos, mudamos alguma coisa? Porque também é um campo interessante, a tal ponto que pode até ajudar a prevenir algum contágio, principalmente a gripe. Isso mesmo, não é que o frio traga gripe ou vírus semelhantes (sem falar no coronavírus). Digamos que o vírus não dependa do clima, mas sim que os vírus resistam e se proliferem melhor em situações de baixas temperaturas, por isso a temporada de vacinação contra a gripe também é nessa época.

suplementos-ciclismo-invierno/

Todos essas questões energéticas e imunológicas podem ser evitados com esses suplementos. Insistimos: não há milagres, falamos o tempo todo de probabilidades. Nossa missão é reduzir as chances de vivenciar essas situações. Como? Aqui estão 4 bons exemplos.

4 suplementos para andar de bicicleta no inverno

Zinco

Se já é tarde, se você está gripado ou resfriado, tentamos resolver tomando, por exemplo, zinco. Isso mesmo, porque se você ingerir alimentos ou suplementos com alto teor de zinco, principalmente assim que perceber os primeiros sintomas, isso vai diminuir sua incidência. O zinco pode ser encontrado em muitos alimentos básicos, especialmente nozes, cereais ou leguminosas.

suplementos-ciclismo-invierno/

Ômega-3

É um tipo de gordura que tem efeitos muito bons no corpo. Principalmente porque é um antiinflamatório. Isso mesmo, é um ibuprofeno natural. Se você notar algum desconforto ou dor, considere comer alimentos com ômega 3, que são encontrados principalmente em peixes como trutas, anchovas ou peixes vermelhos como o salmão. Se você não comer peixe, suas opções seriam óleo de linhaça, nozes, amêndoa entre outros.

suplementos-ciclismo-invierno/

Vitamina D

Se você mora no sul da Espanha, por exemplo, sua quantidade de vitamina D, ou a forma de obtê-la, é mais simples: tomar sol. Simples assim. Se não puder por causa das condições climáticas, procure outras formas de obtê-lo: cereais fortificados, leite, fígado, gema de ovo ou cogumelos. É um elemento importante e geralmente é alto no corpo se você levar uma vida saudável. É tão importante, especialmente nesta situação com o coronavírus, que um estudo concluiu que mais de 80% dos pacientes com Covid-19 em hospitais espanhóis tinham níveis baixos de vitamina D. Não que essa vitamina o torne imune, mas ajuda.

suplementos-ciclismo-invierno/

Vitamina C

É talvez o mais conhecido. Já se sabe que comer laranja sempre foi o conselho em casa para evitar resfriados. E há alguma verdade nisso. Porque a vitamina C previne as gripes e melhora o sistema imunológico, e faz isso muito rapidamente. Não é bom abusar, pois pode atuar de forma oposta, mas sim com assiduidade, ainda mais em situações de exposição a resfriados ou gripes. As frutas cítricas são as que têm maior teor de vitamina C.

suplementos-ciclismo-invierno/

Esperamos que essas dicas ajudem você. Agora, mais do que nunca, cuide-se com uma boa alimentação e não pare de pedalar.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!