Favoritos para ganhar o Absa Cape Epic 2021

Mountain Bike 2 oct. 2021 22:10 Guilherme

O Cape Epic 2021 tem todos os fatores para ser uma das edições mais emocionantes dos últimos anos. Após um cancelamento e um atraso, a prova acontecerá em datas totalmente atípicas que darão lugar a condições climáticas muito diferentes das habituais e que poderão influenciar o resultado final. Além disso, estamos diante de uma das edições mais abertas e é difícil apontar alguns favoritos claros. Mesmo assim, vamos ver os duplas confirmadas e colocar os que têm mais possibilidades de ganhar.

Troca de parceiros e sem favoritos claros, é assim que começa o Cape Epic 2021

Depois das trocas de ciclistas e equipes que ocorreram em 2020, na nova edição do Cape Epic veremos alguns casos de duplas que agora são rivais e vice-versa. É o que acontece, por exemplo, com os sul-africanos Alan Hatherly e Matthew Beers, eram uma dupla em 2019 e agora vão sair da Cape Town com novos parceiros.

Na equipe Cannondale Factory Racing, Alan Hatherly se alinhará ao lado de Simon Andreassen. A dupla sul-africana e dinamarquesa partirá com grandes chances para o triunfo final, nos lembramos do desempenho formidável dos dois ciclistas em 2019: Hatherly 5º e Andreassen 14º respectivamente. Mas as apostas para a vitória final repercutiram em direção à outra formação rival da Cannondale Factory Racing. A equipe Specialized Factory Racing também formará um time dos sonhos com Mathhew Beers, cinco vezes vencedor do Cape Epic, e Jordan Sarrou, ex-campeão mundial de XCO 2020.

É importante lembrar que os atuais campeões do Cape Epic, Nino Schurter e Lars Forster, ainda não confirmaram a renúncia à prova, mas estarão no Mundial XCM em Capoliveri (Itália) no dia 2 de outubro, quinze dias antes o Cape Epic 2021, e tudo indica que eles não viajarão para Cape Town este ano.

Quem certamente não estará, será a dupla formada por Avancini e Fumic, devido à lesão deste último antes do Mundial de XCO, disputado em agosto.

Urs Huber e seu companheiro de equipe Simon Schneller também chegarão à linha de partida como favoritos e com uma boa performance, demonstrada com sua vitória na Epic Series desta temporada e no Andorra MTB Classic-Pyrenees em julho passado. A dupla do Team Bulls com certeza irá lutar durante as oito etapas da corrida. E se falamos de ex-vencedores, temos de citar Kristian Hynek, que já venceu o evento em 2014 e que tentará alcançar sua segunda vitória junto com o atual líder do ranking UCI XCM: Martin Stosek.

Possíveis surpresas no Cape Epic 2021

No elenco de outsiders que estão em segundo plano e prontos para atacar, encontramos o holandês Hans Becking, que já sabe como é terminar no Top 10 deste evento, Samuele Porro, 3º no Cape Epic 2019, Fabian Rabensteiner, vencedor da grande final do Val de Vie em 2018, Christoph Sauser, pentacampeão do evento ou os jovens Alex Malacarne e Christopher Blevins. Lembremos que Blevins é o atual campeão mundial de XCC e conquistou sua primeira Copa do Mundo há algumas semanas em Snowshoe.

Participação espanhola confirmada

Quanto às opções espanholas, vão passar pelas equipes Buff Scott de Enrique Morcillo e José María Sánchez, que foram sexto em 2019 depois de uma exibição excepcional. E a Orbea Factory Team atuará em Cape Town com Ibon Zugasti e Oliver Avilés.

O primeiro Cape Epic desde a aposentadoria de Annika Langvad

Praticamente desde 2014, com exceção de 2017 que ela não foi, a dinamarquesa Annika Langvad dominou e venceu cada uma das edições em que participou. Mas Langvad se aposentou há um ano e agora a corrida está mais aberta do que nunca na categoria feminina.

Entre as principais favoritas está Jennie Stenerhag, vencedora em 2017, que retorna em 2021 para tentar ganhar em um percurso que conhece bem por dividir seu tempo entre a Suécia e Stellenbosch. Junto com sua dupla, a sul-africana Amy McDougall.

Mariske Strauss e Candice Lill são talvez a dupla rival mais forte desta edição, ambas são as especialistas em XCO mais destacadas na África do Sul e conhecem bem o percurso e a corrida. Outra das duplas é a sul-africana Robyn de Groot e a suíça Ariane Lüthi, que acabam de vencer as 5 etapas do Swiss Epic.

Também não podemos ignorar a poderosa e jovem dupla da Specialized Factory Racing de Sina Frei e Laura Stigger. Ambas chegam ao Cape Epic com pouca experiência neste tipo de corrida de etapas e o seu desempenho é imprevisível, mas a verdade é que estamos perante duas das melhores especialistas do XCO atual e ambas têm muitas qualidades para surpreender.

A organização já confirmou que está tudo pronto para a largada da corrida no dia 17 de outubro, e parece que nada impedirá que seja realizada uma edição, que devido à Covid-19, teve que ser cancelada no último minuto em 2019.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!