O caso Van Aert coloca a UCI contra a parede

Autoestrada 20 nov. 2021 22:11 Guilherme

Em 2018, Wout van Aert assinou para Jumbo Visma quando ainda tinha mais um ano de contrato com sua equipe na época, Verandas-Willems. Isso gerou uma disputa legal que seu time anterior venceu, mas seu ex-técnico, Nick Nuyens, agora volta os olhos para UCI, que parece ter se esquecido do problema todo esse tempo. O caso pode comprometer o modelo atual de patrocínios.

O caso Van Aert pressiona a UCI

A justiça belga concordou com Nick Nuyens e o ciclista teve que pagar € 662.000 à sua equipe anterior por quebra de contrato. Mas Nuyens agora apela para a UCI e exige que o caso também seja julgado no campo esportivo. O que poderia causar até 5 meses de sanção sem competir para Van Aert.

O advogado de Nick Nuyens, Rudi Desmet, alega que a UCI se manteve de fora em um caso que poderia entrar em conflito com o modelo atual de patrocínio por parte das equipes. Em teoria, as equipes atualmente negociam com os ciclistas e convencem os patrocinadores a financiar o projeto: "Este sistema corre perigo se a UCI não fizer nada. Meu cliente, Nick Nuyens, representa o mundo do ciclismo, e é por isso que tem direito à indenização por parte da Jumbo-Visma ".

Desmet coloca a UCI em sua mira: "A UCI tem regulamentos estritos e todos devem cumpri-los. Se a UCI não fizer nada, nenhum gerente de equipe poderá dormir tranquilo. A partir de agora, qualquer ciclista pode alegar razões de urgência e mudar de equipe sem nenhum acordo com sua equipe atual. Após a condenação em junho, tentamos chegar a um acordo amigável com a equipe de Van Aert, mas eles não responderam. Aguardamos o fim do Tour de France e das Olimpíadas. Em 13 de agosto, escrevi novamente à UCI, mas eles nem se deram ao trabalho de responder. Durante esse tempo, escrevi-lhes quatro vezes no total. Se os regulamentos não se aplicarem num futuro próximo, estamos considerando entrar em ação judicial. "

As principais críticas à pressão que Nuyens está exercendo sobre Van Aert argumentam que as sanções que o ciclista poderia receber deveriam ser reservadas para casos de doping ou outras questões puramente competitivas.

Enquanto isso, Wout van Aert já anunciou seu calendário de ciclocross e começará em 4 de dezembro. Embora ainda não tenha confirmado se estará presente no Mundial CX que este ano será realizado nos EUA.

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!