Van der Poel depois do Paris Roubaix: "Eu esperava ser o menos morto dos três para o sprint, mas acabou sendo o oposto"

Autoestrada 5 oct. 2021 10:10 Guilherme

O italiano Sonny Colbrelli conquistou uma vitória histórica no Paris Roubaix 2021, foi um dia épico em que pela primeira vez três estreantes chegaram ao final lutando pela vitória. Tudo foi decidido no sprint do velódromo de Roubaix e lá Colbrelli foi mais forte que o belga Florian Vermeersch e o grande favorito do dia, Mathieu van der Poel.

Mathieu van der Poel termina em terceiro em uma edição histórica do Paris Roubaix

Sobre a grama do velódromo de Roubaix, Sonny Colbrelli chorava eufórico de alegria depois de vencer uma corrida que entrará nos livros de história por sua dificuldade, mas no outro extremo vimos um Mathieu van der Poel completamente desolado que parecia não acreditar no resultado. O holandês foi claramente o protagonista da corrida, liderando uma perseguição muito longa e sendo muito generoso em seus esforços. Poucos o ajudaram. Mas a verdade é que arriscou tudo para uma última cartada e no sprint pudemos ver que o holandês não tinha nenhuma oportunidade.

Foi assim que o próprio Mathieu van der Poel disse:

“Se não ganho uma corrida, quero morrer tentando. Posso estar orgulhoso. Minhas pernas estavam vazias no final da corrida. Estou orgulhoso por ter subido ao pódio na minha primeira vez no Paris-Roubaix. Foi muito difícil."

“Embora tenha sido a minha primeira edição, sinto que foi uma daquelas que ficarão nos livros de história, nunca me esquecerei.” “No bosque de Arenberg, me mostrei pela primeira vez. A partir daquele momento, a corrida nunca se acalmou” “Eu consegui compensar minhas habilidades técnicas nos paralelepípedos. Nos últimos 30-40 km eu estava constantemente rodando no limite.”

“Foi um final muito longo que cobrou seu preço, apesar de ter tomado um gel a cada 5-10 km nos últimos 50 km. Eu queria ter energia suficiente, mas no final, me faltou. Esperava que os outros também estivessem mortos e eles estavam. Mas eu esperava ser o menos morto entre os três para o sprint, mas no final eu que estava completamente morto."

Sobre sua lesão nas costas, ele garantiu que não sentiu na corrida e o desconforto que sentiu era típico de uma prova dura. Depois desta corrida, Van der Poel tirará merecidas férias e se espera que volte às corridas em dezembro para iniciar a temporada de ciclocross.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!