Lachlan Morton terminará o ano na "corrida de MTB mais difícil do mundo"

Mountain Bike 26 nov. 2021 01:11 Guilherme

Em uma conversa com ele durante o último Cape Epic, Lachlan Morton nos disse que ainda tinha algumas aventuras a fazer antes do final de 2021. Agora ele anunciou que largará no The Munga em 1º de dezembro. Uma corrida de MTB sul-africana de 1.000 km em uma única etapa.

Lachlan Morton terminará o ano no The Munga: 1.000 km de MTB em uma única etapa

Os próprios organizadores do The Munga a descrevem como "a corrida de mountain bike mais difícil do planeta" e, embora seja muito subjetivo, a verdade é que é um desafio extraordinário. O ciclista da Education First, Lachlan Morton, terminará nesta prova um ano que o vimos completar seu Alt Tour e a sua estreia no Cape Epic algumas semanas atrás.

"Para ser honesto, não sei muito sobre os detalhes da corrida, exceto o fato de que é muito longa e muito remota, mas estou ansioso para descobrir no caminho."

The Munga é uma prova semi-autossuficiente que percorre algumas das áreas mais secas da África do Sul. Começa na localidade de Bloemfontein e chega nos vinhedos Doolhof, em Wellington, e os participantes devem percorrer 1.100 km guiados apenas pelo GPS e seus conhecimentos de navegação. Além disso, existem apenas 10 pontos de hidratação e 5 aldeias, por onde é obrigatório passar, onde podem obter alimentos e receber ajuda.

“Nessa corrida a água é um grande problema. Tem que ser prioridade, então estou vendo quanto líquido consigo carregar. A iluminação também é importante, claro, porque você vai pedalar muito à noite, então será uma questão fundamental "

A corrida acumula cerca de 6.500 metros de desnível positivo e os participantes têm no máximo 100 horas para concluí-la.

Sobre parar para dormir não há nada estabelecido e cada ciclista pode decidir quando e como fazê-lo, mas é um tanto confuso para Lachlan:
"A corrida está bem naquele limite onde você precisa dormir em algum lugar, mas não precisa dormir muito, assim muitas vezes é difícil de resolver. Posso pensar em dormir com 500 km e chegar lá e me sentir bem, mas depois chegar no meio do dia seguinte e perceber que estou muito cansado. Minha estratégia será parar se me sentir cansado e quiser parar. Se me sentir bem e não estiver cansado, continuo. Quando precisar dormir, tentarei fazê-lo num dos checkpoints da corrida que passam por alguma aldeia e irei descansar um pouco. Enquanto me sentir bem, vou continuar pedalando. "

"The Munga vai ser muito difícil, mas estou ansioso por este desafio único por alguns dias."

Sobre a bicicleta que vai utilizar ainda não se pronunciaram nem o ciclista nem a sua equipe, mas com 50% do percurso por pista, parece o cenário perfeito para que a nova Scalpel HT consega a sua primeira vitória.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!